• Postado por Tiago

No dia 11 de agosto de 1827 , Dom Pedro I criou os dois primeiros cursos de Direito no País: um em Olinda , no Mosteiro de São Bento, outro no município de São Paulo , no Largo São Francisco.

Tamanho o prestígio que os advogados tinham perante a sociedade na época, tal data se tornou motivo de celebração. Neste dia, comerciantes ofereciam refeição e bebida como cortesia. E eles, como forma de agradecimento, abriam o vozeirão com belos discursos aos frequentadores do estabelecimento.

Passados mais de 180 anos, o que era motivo de comemoração virou motivo de dor de cabeça para os donos de bares e restaurantes. Com mais de mil cursos de Direito no país, tornou-se insustentável manter a tradição, mas há quem tente sair de fininho destes estabelecimentos alegando o Dia do Pendura”.

Os comerciantes tentam se defender, mas nem sempre as estratégias são eficazes. Há quem simplesmente não aceite o calote e acaba chamando a polícia , outros procuram entrar em acordo, oferecendo belos descontos sobre os preços do cardápio.

O Dia do Pendura pode ser aposentado, mas o Dia do Advogado não, está aí para homenagear os bons intermediários entre o cidadão e a dona justa, que às vezes, por ser cega, decepa as cabeças inocentes e pende a balança pra um lado só.

  •  

Deixe uma Resposta