• Postado por Tiago

O Serviço Social do Comércio (Sesc) tá dando uma mãozinha pras famílias de Camboriú que perderam suas casas na enchente de novembro do ano passado. O projeto Sesc Solidário entregará 13 casas na city e esta semana foi dado o pontapé inicial pra construção das moradias.

O edital de licitação pra construção das baias foi aberto e as empresas interessadas em participar têm até o dia sete de outubro pra se inscrever na prefa da terra do mármore. A empreiteira que oferecer o melhor preço e estiver dentro dos rigores da lei leva o trampo.

A construção das baias vai rolar graças a um convênio entre o Sesc e a prefa de Cambu. O município doou o terreno e o serviço social entrou com o dindim da obra. As casas terão 36m² e serão erguidas num lote nos fundos da creche do bairro Cedros. “É um dos poucos que a prefeitura ainda tem que não pega enchente e está bem localizado, perto de posto de saúde e creche”, explica a coordenadora da defesa civil, Carla Rosana Krug.

A diretora de programação do Sesc na Santa&Bela, Leila Echer, explica que a bufunfa pra construção foi doada pela Confederação Nacional do Comércio (CNC), que preside o órgão no país, e destinou R$ 5 milhões de novembro a janeiro pra ajudar as vítimas da enchente.

Quando as casas estiverem prontas, 13 das 118 famílias desalojadas na enchente de 2008 terão um novo lar. Estas famílias continuam morando em abrigos ou em casas de parentes, desde que suas baias, nos bairros Monte Alegre e Várzea do Ranchinho, foram destruídas pelas águas.

Mais cinco cidades

O Sesc Solidário prevê também a construção de moradias em outros quatro municípios da região: Brusque, Itajaí, Blumenau e Jaraguá do Sul. Em Brusque, o processo licitatório foi aberto esta semana e em Itajaí, onde serão erguidas 15 baias, não há previsão pra isto acontecer. Em todas as citys, as prefas se comprometam em doar o terreno pra obra.

  •  

Deixe uma Resposta