• Postado por Tiago

Guilherme Marinho Nunes, 22 anos, foi preso em flagrante em São José enquanto aplicava um golpe. Ele usava documentos e cheques falsificados de um médico do Paraná. Galego dos zóio claro, o infeliz não se deu conta que o médico por quem ele tentava se passar tem sobrenome japonês, o que levantou a suspeita contra a criatura. Além de cheques, a carteira de identidade, receituários carimbados e em branco, e comprovantes de renda e residência do coitado do médico.

Guilherme contou em seu depoimento que comprou o kit 171 por R$ 1.600 de uma quadrilha do Paraná, que é investigada há tempos pelos homisdalei. A quadrilha já aplicou golpes que ultrapassam meio milhão de reais. Só na Santa & Bela a quadrilha já embolsou R$ 20 milhões em Floripa, São José e Imbituba.

  •  

Deixe uma Resposta