• Postado por Tiago

A Marejada nem deu a largada e já começaram a aparecer os micos. Na semana passada, quando o DIARINHO tinha acabado de noticiar que dois dias da festa seriam digrátis pro povão – na abertura e no dia 13, chega o material de divulgação dizendo o oposto: que o ingresso seria cobrado a partir das 21h na próxima quinta-feira, após o lançamento da festa.

Outro problema foi apontado por uma entidade beneficente, que este ano não vai ganhar o rango não-perecível que a prefa angariava nos últimos anos pra galera pagar meia-entrada. Este ano, apenas idosos, crianças e estudantes vão ter esta mordomia.

O secretário de Turismo, Wagner Lúcio de Souza, disse que já pegou o bonde andando, por isso não pôde dar seu pitaco na decisão de não aceitar mais alimentos pra pagar meia-entrada. E que o segundo dia gratuito – que não consta do folder, acabaria compensando esta perda de benefício.

Ele também não vê problema no folder, feito pela agência Propaga e a gráfica Berger, ter erros de informação. “Divulgamos bem nos jornais e na tevê os dois dias gratuitos. Infelizmente, a decisão do prefeito foi depois que o folder já tava feito. Não pudemos fazer nada”, justifica.

A assessoria da fundação Cultural não soube dizer quanto custou a confecção dos 20 mil cartazes, mas o preço de mercado, no caso do folder, beira os R$ 3 mil. Com relação a não aceitar mais alimentos, a informação é que foi uma “decisão de governo”, que não usa este “sistema”, por isso estaria cobrando ingressos populares nos dias de show a R$ 20. “Como os shows são tercerizados e não interessa pra empresa contratada, entraram em acordo com a administração pra não trabalhar com alimentos”, confirmou a assessora Renata Furlanetto. Na abertura vai rolar a apresentação do grupo de dança Eduxi, Fábio e Rangel no pavilhão gastronômico, gaiteiros no pavilhão de artesanato, Choro Trio na Feira de Pesca, Percepsamba e Klima Samba no Rancho Musical, terno-de-reis do grupo Cantores da Paz e o fado da Alma Lusitana no palco cultural e, finalmente, Gilza Carla no pavilhão gastronômico.

  •  

Deixe uma Resposta