• Postado por Tiago

INTERNA_14_abre-esquerda_terreno-com-lixo-rua-xaxim---foto-Felipe-VT06

Os móveis foram jogados num terrenão baldio, usado pela criançada como caminho pra ir pra aula

A situação é caótica na rua Xaxim, bairro São Vicente, em Itajaí. Tem de tudo no terreno que ocupa praticamente todo um lado da rua: papel, restos de madeira, pneus de bicicleta e até pia de banheiro. Mas o que chama a atenção mesmo são os móveis com vidro e espelhos quebrados. E o pior: nos fundos de uma escola municipal.

Dona Maria Carmem Silva, 42 anos, mora uma rua depois do terreno baldio e mesmo assim acaba sofrendo com a porquindade. ?O mau cheiro ali é terrível. Tem água parada e tudo. É uma nojeira que não tem como deixar do jeito que tá?, reclama.

Mas não é só a sujeira e a catinga que preocupam. Os vidros quebrados dos móveis são um perigo pra criançada da escola municipal Pedro Paulo Rebello, que fica na rua Eudoro Silveira. Os entulhos ficam nos fundos do colégio e o local é a passagem de ida e volta de muitos alunos. ?É complicado porque as crianças muitas vezes não tem noção do perigo. Capaz de pegarem um pedaço de vidro pra brincar e daí já viu, né??, alerta a universitária Amanda Cristina Pereira, 23 anos.

Os vidros deixados no local estavam presos nos móveis que foram abandonados no terreno da rua Xaxim. Num dos móveis, o DIARINHO encontrou uma placa escrito relojoaria e ótica, só que o nome da empresa porcalhona foi arrancado.

A culpa é do povão

Tarcísio Zanelatto, secretário municipal de obras, garantiu que o trabalho de recolhimento dos entulhos depois da enchente continua sendo feito. O problema é que o povão tá abusando e largando aos poucos o que não presta mais. ?Se as pessoas deixassem o entulho na frente de suas casas seria mais fácil. O problema é que jogam em terrenos que não são seus?, comenta o secretário.

Tarcísio informou que o São Viça passará por aquela faxina geral entre os dias sete e 10 de julho, quando acontece o programa prefeitura nos bairros.

  •  

Deixe uma Resposta