• Postado por Tiago

Um aborrescente de 17 anos admitiu ter estuprado uma mulher durante um assalto a uma baia chiquetosa da Lagoa da Conceição, em Floripa, na semana passada. O minitraste B.S.O., conhecido como Índio, tinha siscapolido do xilindró de dimenores um dia antes. Ele foi guentado em Lages, onde tinha voltado a meter o mãos ao alto, e foi trazido divolta pra capital manezinha.

O rastro de crimes do aprendiz de malaco começou na terça-feira da semana passada. Ele invadiu a mansão, que fica às margens da rodovia Jornalista Manoel de Menezes, rendeu a dona da baia e abusou da pobrezinha. Depois, siscapoliu carregando uma renca de produtos eletrônicos e o carro da família.

Os homisdalei descobriram que o carango tava mocosado na comunidade Chico Mendes, onde o trastezinho morava, e chegaram até um outro dimenor, M.E., 15, que estaria envolvido na bronca. O aborrescente foi quem dedurou B. aos tiras.

A puliça Civil chegou a pintar na baia de B., mas descobriu que ele já tinha simandado pra região do Planalto Serrano. Na baiuquinha do cara foi encontrada uma TV bonitona de LCD, que ele tinha surrupiado durante o assalto na Lagoa da Conceição.

Enquanto os homis mexiam os pauzinhos pra tentar achar o bandido-mirim, ele voltou a aprontar das suas, desta vez pros lados de Lages. Ele meteu um assalto numa baia, e desta vez acabou grampeado.

Depois de sisplicar na depê da Terra do Pinhão, B. foi trazido, na terça-feira à tarde, pra ter um plá com a delegada Michele Correa Rodrigues, que ficou responsável pelo caso. O coisinharuim admitiu ter assaltado a casa da Lagoa da Conceição e estuprado a dona da baia. Ele contou ainda que a arma que usou nos dois atraques, em Floripa e em Lages, foi um revólver calibre 38 que ele surrupiou de uma outra residência, também na rodovia Jornalista Manoel de Menezes.

Em seu depoimento, o aborrescente entregou um outro dimenor, que teria participado com ele dos crimes. Depois de ouvido, ele ganhou divolta sua vaguinha na jaula dos mini-trastes, onde ficará guardado por um tempo.

  •  

Deixe uma Resposta