• Postado por Tiago

O estudante Tiago Bento da Costa, 20 anos, e seu pai Bento da Costa, procuraram o DIARINHO indignados com o suposto abuso de autoridade que teria rolado por parte de um guardinha da Codetran. Segundo eles, o agente de trânsito Carlos César teria usado da otoridade pra cantar de galo pra cima do jovem e de um amigo, que estavam num carro estacionado próximo ao posto 1350, na rua José Pereira Liberato, no bairro São João.

“A gente tava parado e conversando com duas meninas. Ele já chegou falando alto e pedindo os documentos, mas nem tava no horário de serviço. Depois chamou reforço de uma viatura da Codetran, mas sem motivo algum”, relata Tiago.

O pai do rapaz disse que chegou ao local pra baixar a bola do guardinha, que tava dando uma de xerife. Bento conta que o agente tava acusando seu filho de estar bêbado. “Meu filho nem bebe. O cara chamou a PM pra fazer o bafômetro. Mesmo não sendo obrigado, meu filho fez o exame e foi constatado que ele nem tinha bebido nada”, lascou.

Revoltado, o pai do garoto deu queixa do cara na depê e adiantou que vai abrir um processo contra o guardinha por abuso de autoridade.

  •  

Deixe uma Resposta