• Postado por Tiago

Por pouco um adolescente de Camboriú não vira estatística. Um moleque de 15 anos levou um balaço na porta de casa, na rua Rodolfo da Silva Simas, no bairro Taboleiro. A bronca rolou às 19h15 de quarta-feira, pouco depois do molequinho trocar algumas palavras com um colega, que tá parecendo mais um amigo da onça.

Testemunhas contaram pra polícia militar que o dimenor tava no portão da sua baiuca batendo um papo com um malencarado. Os dois eram conhecidos e trocaram uma ideia diboa. Depois de botar os assuntos em dia, o menor virou de costas pro colega e caminhou pelo quintal pra entrar na sua baia.

Foi nesse momento que o mequetrefe, que tava do lado de fora, se aproveitou da situação. Sacou um trabuco e disparou dois tirombaços contra o aborrescente. Por sorte, o desafeto era ruim de mira e só um dos pipocos acertou o menor. A bala atravessou o braço direito do rapaz, que caiu no chão.

Vendo o estrago, o atirador picou a mula. Os meganhas foram chamados logo depois do crime, fizeram rondas, mas não encontraram o safado.

O adolescente disse desconhecer o motivo pelo qual tomou a azeitonada. Jura que não tem bronca com ninguém nem deve pra bandidagem, e acredita ter virado alvo do atirador digraça. Apesar disso, se recusou a passar uma descrição do salafrário.

Ele foi socorrido e levado pro hospital Santa Inês, em Balneário Camboriú. Foi medicado e não corre risco de morte. Até o fechamento desta edição, a polícia civil não tinha recebido o registro da bronca.

  •  

Deixe uma Resposta