• Postado por Tiago

Um advogado de Floripa vai receber duas pranchas de surfe, avaliadas em cerca de R$ 1,8 mil, como pagamento por honorários. Ele havia entrado com uma ação na justa contra uma cliente que não quitou a dívida depois do trampo prestado pelo doutor. A conciliação foi homologada pelo juiz Roberto Masami Nakajo, da 3ª Vara do Trabalho da capital catarinense.

O advogado Marlon Amaro Cardoso ganhou uma ação civil pra Lourdes Maria Puls, microempresária do ramo de artigos esportivos, em janeiro de 2008. Mas a mulé não sicoçou pra pagar o combinado de R$ 1,5 mil pelo trabalho. Atualizado e com juros, o valor chegaria próximo a R$ 2,3 mil.

Ninguém se mete a besta com advogado, que lascou o processo nela. Chamada às falas, a empresária topou pagar o que deve com as pranchas de surfe, no valor de R$ 900 cada uma. 

Pelo acordo, a primeira deverá ser entregue em 30 dias e a segunda, em 60 dias, contados a partir de 18 de maio, data da transação.

  •  

Deixe uma Resposta