• Postado por Tiago

Álvaro conta que o acúmulo rola porque dois dos quatro doutores que atendem no Balneário ficaram doentes e se afastaram do serviço sem aviso prévio. Como na agência são realizadas 72 perícias por dia, os dois únicos médicos que ficaram no trampo não deram conta do serviço. E o instituto não conseguiu relocar nenhum profissional em cima da hora. “Médico também fica doente e isso fez com que reduzisse 50% do nosso quadro”, sisplica.

Pra solucionar o problema nesse momento, Álvaro tem feito um rodízio de médicos que tão com menos serviço em outras agências da Santa & Bela. Também já pedincha que dois novos dotôres sejam chamados pra tapar o buraco deixado na agência do Balneário.

Outro fator que ajudou a atravancar o atendimento das perícias foi a troca do aparelho que faz o registro dos beneficiados, chamado de sistema de Atendimento de Benefícios por Incapacidade (Sabi). A geringonça, que é parecida com um computador, tava escangalhada e o INSS resolveu trocar por uma máquina mais modernosa e potente. “Tivemos que trocar agora pra não arriscar perder os dados que antes já tínhamos”, explica Álvaro.

  •  

Deixe uma Resposta