• Postado por Tiago

O operador de cargas Fernando D’ávila Vieira Junior, 41 anos, avisou que falta pouco pra partir pra violência de tão sacudo que anda com a agência bancária do HSBC, que fica na avenida João Sacavem, no centro de Navega. Ele mora pertinho do banco e diz que todo dia, entre 7h e 8h da matina, o alarme da agência começa a disparar, deixando toda a vizinhança maluca. O trabalhador fez até um boletim de ocorrência na delegacia por quebra de tranquilidade e já não sabe mais o que fazer pra dar fim ao problema.

D’Ávila trampa durante a madruga e chega em casa às 5h para tirar um ronco. Mas faz dois meses que não tá conseguindo dormir em paz. “Vou dar uma surra naquele gerente que não faz nada. Ele deveria ser o responsável por este tipo de coisa”, anuncia. O operário alfineta a tchurma do HSBC, dizendo que nunca viu os vizinhos do banco do Brasil ou outras agências reclamar do alarme. “É enfadonho o que eles estão fazendo. O alarme ficou tocando 23 minutos sem parar. Eu não consegui dormir o dia inteiro e fui trabalhar direto”, reclama.

O que diz a agência

Ana Talizi, gerente de serviços do HSBC de Navega, admite que o alarme tocou ontem, mas diz que o vizinho não apareceu no banco para reclamar. A gerente nega ainda que há dois meses esteja rolando a barulheira. “O alarme realmente tocou hoje (sexta-feira) de manhã, às 6h45, por dois minutos, mas foi uma suspeita de arrombamento”, explicou. Dois minutos, garante Ana, é o tempo que leva o segurança pra bisbilhotar a agência bancária todinha pra ver se tá tudo certo e desligar o barulho infernal.

A gerente ainda disse que o sistema de alarmes do HSBC de Navega é um dos mais modernos do estado e que os testes do nível de ruído, que são exigências da lei, são feitos.

  •  

Deixe uma Resposta