• Postado por Tiago

 

images4Depois querem que as crianças sejam educadas, boas, que sigam os bons costumes. Como serão bem-educadas, se na escola recebem literatura indicada para jovens e adultos? Os livros que o governo de São Paulo enviou pra galerinha da terceira série, na faixa dos nove anos, tinha frases como “nunca ame ninguém. Estupre”. O material fala de sexo, drogas e ensina a ser mau.

O livro ?Poesia do Dia ? Poetas de hoje para leitores de agora? foi enviado às escolas há cerca de duas semanas para ser usado como material de apoio. A obra é uma coletânea de poesias. Tem frases como ?tome drogas, pois é sempre aconselhável ver o panorama do alto?; e ?Odeie. Assim, por esporte?. 

?Memórias inventadas?, de Manoel de Barros, é outro livro inadequado. Desta vez,  foi distribuído para a sexta série. O livro do poeta premiado tem vários textos eróticos. O pior é que a gurizada teve de fazer um trabalho escolar a partir da obra que conta experiências sexuais. Depois que os pais chiaram, começou o recolhimento dos livros nas escolas.

Na semana passada, foi noticiado que a mesma secretaria havia distribuído a escolas um livro com histórias em quadrinhos com palavrões e conotação sexual pra turminha que tá sendo alfabetizada.

Em outro caso, também neste ano, alunos da 6ª série do ensino fundamental receberam livros em que o Paraguai aparecia duas vezes no mapa e a Venezuela foi esquecida. 

  •  

Deixe uma Resposta