• Postado por Tiago

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou  a apreensão e inutilização, em todo o país, do lote do medicamento Cialis nº A302971, por ter sido objeto de fraude. A empresa Eli Lilly do Brasil, detentora do registro do medicamento, não fabricou este lote. 

A Anvisa determinou também a interdição do Lote 138648ª, do remédio Heptar (Heparina Sódica) 5.000 U.I./ml, apresentação frasco-ampola, fabricado pela empresa Eurofarma Laboratórios Ltda.

A agência ainda pediu a interdição cautelar do lote L:6/2 do produto Coloração Natural Permanente 1.7 – Jamelão/ preto azulado, marca Natucor – Embeleze, fabricado pela empresa Phitoteraphia Biofitogenia Laboratorial Biota Ltda. Da mesma empresa, também foi solicitada a interdição do Lote Nº – 253/2 (data de fabricação não consta, validade 01/01/2011), do produto Coloração Especial da Marca Fleury. As medidas são válidas por 90 dias.

  •  

Deixe uma Resposta