• Postado por Tiago

INTERNA_abre_jorge-martins---microempreendedor---foto-felipe-VT-00-(3)

Jorge: de construtor de plataformas de petróleo a microempreendedor

Jorge Luiz da Conceição Martins, 55 anos, passou quase 30 anos no mar. Trabalhou em pelo menos 12 plataformas da Petrobras e ajudou a construir cinco delas. Hoje, aposentado, resolveu montar o próprio negócio. Há quatro meses montou uma pequena fábrica de fundo de quintal para construir móveis decorativos de metal e agora deu um passo de olho na expansão do seu negócio: foi o primeiro trabalhador a se cadastrar como microempreendedor individual através da secretaria de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Renda (Sedeer) da prefeitura de Itajaí.

Até ontem, 12 pessoas que tinham negócio próprio e viviam na informalidade haviam procurado a assessoria da Sedeer pra aproveitar os arregos da lei que criou a figura do microempreendedor individual, informa Onézio Gonçalves Filho, diretor de Apoio ao Pequeno Empreendedor e Economia Solidária da secretaria. Mas o número de empreendedores em Itajaí pode ser bem maior. ?Além da Sedeer, tem 52 escritórios de contabilidade na cidade autorizados a fazer o encaminhamento e mais o Sebrae. Fora aqueles que entram direto no portal do empreendedor?, diz Onézio.

Em homenagem à mulher

O técnico em solda naval Jorge Martins preferiu aproveitar o apoio da Sedeer. Na sexta-feira da semana passada, ele e a mulher Rosilene apareceram na secretaria com o firme propósito de sair da informalidade e expandir seus negócios. ?Sem tá formalizado, minha maior dificuldade é poder apresentar o que eu fabrico?, diz ele.

Rosifer foi o nome escolhido para a empresa. Homenagem de Jorge a Rosilene, que o ajuda na pequena fabriqueta nos fundos da casa onde moram, na rua Joaçaba, bairro São Vicente, em Itajaí. O novo microempreendedor também quer regularizar a situação de seu cunhado Mário, que também trampa na pequena fábrica e vai virar oficialmente seu funcionário.

Quando a aprovação do cadastro de microempreendedor individual chegar, Jorge já tem em mente o primeiro passo: ?Vou montar um local pra expor meu produtos e também visitar arquitetos e lojas de decoração?.

Aprovação da Junta Comercial

Onézio Gonçalves, da Sedeer, explica que o cadastramento é rápido. Basta a pessoa ter CPF, carteira de identidade e informar qual o seu negócio e onde mora. Depois do cadastra, basta esperar algo em torno de 10 dias para ter a aprovação da Junta Comercial do Estado. Não há qualquer custo pra abrir a empresinha, nem com o governo nem com contador.

Faça você também

Você pode se cadastrar diretamente no saite www.portaldoempreendedor.gov.br. Também dá pra pegar a orientação com um contador. Em 10 das 11 cidades da foz do rio Itajaí-açu têm 128 escritórios autorizados pelo governo federal pra fazer a inscrição digrátis. Só Piçarras é que não tem. No portal do microeemprededor tem os endereços.

A prefeitura de Itajaí também disponibiliza uma equipe. Basta ir na Sedeer, que fica na rua Tijucas, 511, centro, e dizer que quer virar microempreendedor individual.

  •  

Deixe uma Resposta