• Postado por Tiago

 

thumbphp5O delegado chefe da Polícia Civil de Santa Catarina, Maurício Eskudlark, entregou uma unidade da pistola Taser, arma não-letal de fabricação norte-americana, na noite de ontem (21), aos policiais de Brusque . A Taser funciona com sistema de choque elétrico, bloqueando os neurotransmissores e paralisando a musculatura.

“A arma não causa problemas para quem sofre do coração ou qualquer outra doença”, declarou o delegado. A Taser dispara dois dardos com fios de 7,5 metros e utiliza baterias recarregáveis. A arma é para ser usada quando não houver mais possibilidade de negociação com a bandidagem. Ao todo, segundo Eskudlark, foram compradas 40 unidades para a polícia civil do estado.

Os novos instrumentos estão sendo distribuídos entre as 30 regionais do governo estadual. Outras duas foram destinadas à Central de Polícia, em Floripa, duas para a diretoria estadual de Investigações Criminais (Deic) e mais seis para a Academia de Polícia Civil.

A Taser imobiliza a pessoa por aproximadamente 30 segundos. “Esse é o tempo necessário para imobilizar a pessoa e retirar a arma dela. Nossa intenção, com essa arma, é a preservação de vidas”, ressaltou o delegado chefe.

Para o treinamento deste pessoal e a compra das armas foram investidos R$ 400 mil. Só uma Taser custa R$ 6 mil. Essa arma já é utilizada em 35 países e agora começa a ser testada na Santa & Bela.

  •  

Deixe uma Resposta