• Postado por Tiago

Dentista foi atacado na rua Indaial, no São Judas

O dentista William Rodolfo, 33 anos, sofreu o ataque de um assaltante banguela que, se fingindo de cliente, invadiu o seu consultório, o rendeu e fugiu levando uma carrada de coisas. O pai da vítima chegou no meio do assalto e se atracou com o safado, mas acabou levando a pior e o bandido conseguiu simandar. Os milicos fizeram buscas, mas não acharam o traste.

William estava sozinho em seu consultório, na rua Indaial, quando recebeu a visita do assaltante pela segunda vez. Na semana passada, o vagabundo esteve no lugar fazendo um orçamento pra pôr dentes novinhos, já que era banguela. Ontem, por volta das 14h30, o vadio entrou no consultório, rendeu e derrubou o dentista.

O dotô foi amordaçado e jogado no chão da recepção com mãos e pés amarrados. Depois de catar a carteira, o celular e a aliança de William, o bandido entrou na sala de atendimento pra ver se achava algo de valor. Ele puxava os fios do computador quando o pai do dono do consultório, Wilson Ademar Rodolfo, 54, apareceu.

O pai da vítima pulou no salafrário e os dois rolaram no chão. ?Ele tinha alguma coisa por baixo da blusa, mas se atrapalhou na hora de pegar. Devia ser uma arma?, conta Wilson. Com o plano do assalto atrapalhado, o safado simandou diapé, levando só os pertences de William.

?Ele me amarrou e começou a pedir ?cadê o ouro? Cadê o ouro??. Não sei onde ele viu ouro no meu consultório?, contou o dentista, ainda assustado. Por sorte, os cartões de crédito dele não tavam na carteira.

William não tinha grana nenhuma no caixa, já que recebe os pagamentos dos clientes via boleto bancário. A polícia foi chamada, mas chegou tarde demais e o assaltante já tava longe. O dentista contou que o criminoso tinha em torno de 30 anos, altura mediana, era branco e usava boné. O caso foi registrado na depê.

Imobiliária

A tarde de ontem tava mesmo macumbada. Por volta das 15h, uma imobiliária da rua Alfredo Trompowsky, na Vila Operária, também foi assaltada. Um traste armado e com capacete chegou ao local, rendeu os funcionários e fugiu levando um celular e uma maleta com um notebook. A PM foi chamada, mas não conseguiu localizar o traste.

  •  

Deixe uma Resposta