• Postado por Tiago

Marcos é dimaior e vai responder pela bronca sozinho

O pessoal da farmácia Farmalice passou por maus bocados na tarde de ontem. Dois vadios armados invadiram o local, que fica na avenida Guanabara, no loteamento Costa Cavalcante, em Itajaí, e renderam o filho da dona. Os caras fugiram levando 270 reales. A polícia agiu rápido e conseguiu por a mão nos putos.

O sol tava quase indo embora quando dois malencarados chegaram de zica na farmácia. Marcos Gomes Bainteinger, 19 anos, entrou para comprar uma pomada pra usar na tatuagem. A compra era só uma desculpa para ver se tinha grana no caixa. Enquanto ele pagava o produto, o comparsa esperava o sinal do lado de fora, para colocar o plano em ação.

Ao sair da farmácia, Marcos fez sinal ao amigo pra que ele entrasse e tocasse o terror. O dimenor, A.N., 16, puxou uma arma calibre 38, fechou a porta do comércio e anunciou o roubo. Ele mandou a vítima passar toda a grana do caixa. ?Depois de falar que eu não tinha dinheiro, o cara pulou o balcão, quebrou o caixa e foi direto pra sala onde guardamos o dinheiro?, conta o filho da dona da Farmalice, que não quis se identificar. O guri tava tomando conta do estabelecimento pros pais irem na lotérica.

Presos em seguida

Com o dinheiro no bolso, os malandros deitaram o cabelo em direção a avenida Reinaldo Schmithausen. Uma tiazinha via toda a ação dos malencarados e chamou a polícia Militar. Os meganhas montaram uma barreira perto do local do assalto e os assaltantes ainda tentaram fugir, mas os milicos não deram mole e guentaram os trastes na rua São Paulo.

A arma do crime e cinco munições intactas foram encontradas com os bandidos. Os R$ 270 roubados da farmácia tavam no bolso de Marcos. O cara confessou ter passagens pela dona justa¸ mas até o fechamento desta edição, os meganhas ainda levantavam a ficha do jaguara.

Mais uma farmácia

A outra farmácia que sofreu na mão dos bandidos foi a Point Farma, na rua João Gaya, Vila Operária. Dois putos chegaram a pé e, após render a funcionária, pegaram todo o dinheiro do caixa. Os malandros saíram com R$ 100 no bolso em direção ao colégio Nilton Kucker. A polícia não conseguiu localizar o paradeiro dos trastes.

  •  

Deixe uma Resposta