• Postado por Tiago

A bandidagem apavorou no sábado, em Camboriú. Rolaram dois assaltos na rua José Francisco Bernardes, no centro da cidade. O primeiro foi na hora do almoço, quando dois trastes armados roubaram quase R$ 20 mil de uma lotérica. À noitinha foi a vez do mercado Schmidt ser atacado por bandidos. A polícia desconfia que sejam os mesmos ladrões.

Era meio-dia quando dois caras maquinados entraram na lotérica e anunciaram o roubo. Apontaram o berro pra cabeça da funcionária J. C. C., 18 anos, e mandaram abrir o caixa. Parecendo conhecer bem o local, um dos assaltantes ainda disse que iria matá-la se ela não levantasse o pezinho e entregasse o resto do dindim que estava escondido no chão.

Os bandidos recolheram R$ 18 mil em dinheiro e simandaram correndo. Testemunhas contaram à polícia que os assaltantes entraram no Gol, placa 8993, e fugiram na direção da BR-101. A polícia não achou nem rastro dos suspeitos. Um dos ladrões era moreno, tinha aproximadamente 1,70m de altura e usava boné e óculos escuros pra esconder a cara. O outro era um nanico de 1,60, moreno, magro e tinha a maior cara de dimenor.

No mercado Schmidt

Lá pelas 20h, dois homens com a mesma descrição dos que atacaram a lotérica botaram o terror nos funcionários do mercado Schmidt. O pessoal fechava as portas quando os bandidos entraram com trabucos em punho. Renderam todos os funcionários e mandaram abrir a gavetinha dos caixas. Raparam todas as notas e moedinhas que haviam por lá. O proprietário do estabelecimento não soube precisar o tamanho do preju.

Os bandidos fugiram numa moto escura em direção ao colégio Agrícola. Também não foram achados pela polícia.

  •  

Deixe uma Resposta