• Postado por Tiago

Os quatro mequetrefes presos pela Diretoria de Investigações Criminais (Deic), em Jundiaí (SP), e Montes Claros (MG), semana passada, acusados de meter assaltos em apartamentos de luxo em Florianópolis chegaram ao estado na madrugada de sábado.

Os dois homens e as duas mulheres foram transferidos ao cadeião masculino e feminino da capital, onde vão ficar à disposição da justa da capital.

A quadrilha tava sendo investigada desde que invadiu três apartamentos de luxo em abril passado. Entre as vítimas está o ex-ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Paulo Gallotti. Em Florianópolis os criminosos furtaram dois prédios no centro, um próximo ao supermercado Hippo e outro na avenida Beira-Mar Norte, onde teriam levado grande quantidade de joias.

A investigação foi coordenada pelo delegado Renato Hendges, da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic), e contou com a participação de 11 policiais civis catarinenses, com apoio dos colegas paulistas.

Arrombavam as fechaduras

A quadrilha usava chaves mixas, grampos e chaves de fenda, para entrar nos prédios. As mulheres abriam as fechaduras e procuravam joias e dinheiro. Um homem ficava do lado de fora ligando para os apartamentos. Os que estavam vazios eram invadidos pelos criminosos.

  •  

Deixe uma Resposta