• Postado por Tiago

Uma quadrilha suspeita de furtar dois apartamentos de luxo em Florianópolis em abril passado foi presa ontem pelos tiras da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic). As prisões ocorreram em Jundiaí/SP e Montes Claros/MG. As investigações revelaram que o grupo era formado por Raul Pacheco Arruda Júnior, 34 anos, Gardene Jardim Caíres, 39, José Valdo Sander Pereira, 42, Wilma Jardim Caíres, de 34, e Letícia Jardim Araújo, de 18.

Entre as vítimas está o ex-ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Paulo Gallotti. Em Florianópolis os criminosos furtaram dois prédios no centro, um próximo ao supermercado Hippo e outro na avenida Beira-Mar Norte, onde teriam levado uma porrada de joias. A investigação foi coordenada pelo delegado Renato Hendges da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic) e contou com a participação de 11 policiais civis catarineses, com apoio dos colegas paulistas.

Ação Criminosa

A quadrilha usava chaves mixas, grampos e chaves de fenda, para entrar nos prédios. As mulheres abriam as fechaduras e procuravam joias e dinheiro. Um homem ficava do lado de fora ligando para os apartamentos. Onde ninguém atendia os caras aproveitavam pra invadir e levar tudo que viam pela frente. Os números de telefone eram obtidos pelo serviço 102.

  •  

Deixe uma Resposta