• Postado por Tiago

Bandidos armados até os dentes levaram R$ 200 mil da agência do Besc de Bombinhas, na manhã de ontem. A ação foi cuidadosamente planejada pelo bando, que sequestrou a gerente geral da agência no final da tarde de segunda-feira, fez a família dela refém por 14 horas, e a obrigou a convencer outras duas funcionárias, que tinham o segredo do cofre, a acompanhá-la até o banco. A polícia acredita que o atraque tenha sido armado por uma quadrilha especializada, e vai investigar a possibilidade dos trastes terem recebido alguma informação privilegiada.

A ação dos assaltantes começou por volta das 18h30 de segunda-feira, quando a gerente do banco, Maria Sueli Hoffmann, chegava ao prédio onde mora, edifício Atol das Rocas, na avenida Vereador Manoel dos Santos. Assim que parou seu carro em frente à garagem, ela foi rendida por dois bandidos, que lhe apontaram armas e mandaram a coitada levá-los até o seu apê.

O marido da gerente, seus dois filhos e o genro, que é tenente da polícia Militar em São Joaquim, tavam dentro da casa, e também foram rendidos e obrigados a ficar quietinhos. Enquanto isso, um terceiro assaltante, que provavelmente dava cobertura no lado de fora, subiu pra ajudar a tomar conta dos reféns.

A família passou a noite toda em poder dos bandidos, que deixaram bem claro que queriam toda a grana que estivesse no cofre do banco. Durante toda a madrugada rolaram duas trocas de turnos entre os coisas-ruins.

Ao todo, 10 assaltantes passaram pelo apartamento. Só um deles usava uma máscara, os demais tavam de cara limpa, o que faz a puliça acreditar que não sejam pessoas conhecidas na região. Todos os trastes tavam maquinados com armas poderosas, como pistolas calibre 765 e uma sub-metralhadora, que são exclusivas das forças armadas.

Foram várias horas de terror, em que os bandidões ameaçavam estourar os miolos dos filhos da gerente, caso ela não colaborasse. Os vadios também reviraram o apê da coitada em busca de trecos de valor, e surrupiaram um revólver calibre 38 que pertencia ao marido de Maria Sueli.

  •  

Deixe uma Resposta