• Postado por Tiago

Seis pessoas viveram momentos de terror, ontem de manhã, em Itapema. A loja Oahu, que vende roupas pros surfistas de plantão, foi assaltada, e os bandidos deixaram funcionários e clientes na mira de revólveres. Os trastes fugiram levando celulares, dindim e mais de R$ 15 mil em mercadorias. Eles não foram encontrados pela puliça.

A loja fica na esquina da avenida Nereu Ramos com a rua 272, na Meia Praia. Três homens, dois deles armados, entraram na loja pouco antes das 11h e largaram o mãos ao alto. Os primeiros a serem rendidos foram dois atendentes e o dono da baiuca.

Os bandidos levaram todo mundo pro depósito, que fica nos fundos da loja, e amarraram o pessoal com tiras usadas pra fechar malotes. Os tansos só não se tocaram que o horário era de movimento, e pouco tempo depois uma moçoila que queria pagar uma conta entrou na loja.

Os trastes ficaram emputecidos e mandaram a guria não olhar pra cara deles, senão seria morta ali mesmo. A coitada, apavorada, também foi amarrada no depósito, desta vez com o fio do telefone. Em seguida, uma véinha e um rapaz também entraram na loja pra dar um bizú. Os dois foram rendidos e levados pra fazer companhia aos outros reféns.

O pessoal ouviu os coisas-ruins revirarem a loja toda. Depois, um deles telefonou pra um comparsa e os três saíram em disparada, levando os celulares do pessoal, 60 pilas em dindim, uma renca de jaquetas, três pares de tênis e nada menos que 80 bonés.

Assim que os bandidos siscafederam, a véinha que chegou por último e não tava amarrada, ajudou os outros reféns a se soltarem. O pessoal telefonou pra puliça, mas os meganhas não encontraram os assaltantes.

O dono da loja, Sílvio Nivaldo, passou o resto do dia contabilizando o prejuízo. Ele calcula que tenha perdido pelo menos R$ 15 mil, e se diz assustado com a falta de segurança. “Já tínhamos sido arrombados, mas assalto foi a primeira vez. Acho que falta deixar os bandidos presos, na cadeia, pra diminuir a criminalidade”, lascou.

  •  

Deixe uma Resposta