• Postado por Tiago

Uma tiazinha viveu momentos de terror nas mãos de dois assaltantes ontem de manhã, em Balneário Camboriú. Os trastes pareciam saber muito bem tudo o que ela tinha de valor em sua baia, e fugiram carregando mais de R$ 100 mil, aparelhos eletrônicos e uma renca de jóias. O caso tá sendo bizolhado pelos tiras da central de investigações.

O dia ainda tava começando quando dona O.T., 58 anos, acordou assustada. A muié, que mora numa baia chiquetosa da rua 501, ouviu uma barulheira esquisita, abriu os zóios e deu de cara com dois mulambentos armados dentro de seu quarto. Seu desespero foi ainda maior porque o netinho dormia junto com ela.

Os bandidos apontaram berros pra coitada e largaram o mãos ao alto. Eles ameaçaram estourar os miolos da tiazinha caso ela não colaborasse, e mandaram que a pobrezinha juntasse tudo o que tinha de valor na casa.

Nem adiantaria ela tentar passar o migué nos assaltantes pra tentar diminuir o prejuízo. Os mequetrefes sabiam direitinho tudo o que ela guardava de valor na baia, e até falaram de negócios que a família da mulé tinha feito recentemente, e que tinham rendido uma boa grana.

Depois de fuçar todos os cômodos da mansão, os dois bandidos fugiram carregando um notebook, uma câmera fotográfica, brincos, correntes e uma renca de anéis de ouro que daria pra cobrir todos os dedos das mãos. Os malacabados também encheram o fiofó de dinheiro. Eles levaram quatro mil euros e 50 mil dólares, o que somado dá mais de 100 mil reales.

Apesar da dona da baia ter visto dois assaltantes, sua empregada, que chegava pro trampo, disse ter visto um outro traste dando cobertura do lado de fora. Nem ela nem a patroa conseguiram dizer como foi que os malacos fugiram.

A puliça militar foi avisada da treta e saiu à cata dos bandidos, mas eles não foram encontrados. O caso foi registrado na delegacia e repassado aos homisdalei da central de investigações, que tão responsáveis pelas bizolhadas.

  •  

Deixe uma Resposta