• Postado por Tiago

Dois coisas-ruins que mal tiraram os cueiros da busanfa foram guentados ontem à tarde, em Tijucas. No sábado, eles assaltaram uma mercearia do bairro Areias e atiraram contra um casal que é dono da baiuca. A mulher foi baleada na perna e o marido na barriga. O coitado continua internado em um hospital de Floripa.

Os mini-trastes E.J.N., 14 anos, e seu comparsa R.M., 12, foram encontrados pela puliça numa casa da Voluntários da Pátria, no bairro da Praça, pelas 13h de ontem. Os homisdalei tavam investigando os dimenores desde que rolou a tentativa de assassinato.

No sábado de manhã, os aborrescentes pintaram na mercearia Alameda, que fica na rua das Cerejeiras, bairro Areias, por volta das 10h30. O moleque mais velho, E., tava armado com um revólver calibre 22. Ele apontou a arma pra dona do comércio, Cleuza Bueno Cardoso, 52, e largou o mãos ao alto.

O marido de Cleusa, Almoir Souza Cardoso, 62, que tava nos fundos da mercearia, ouviu tudo e resolveu botar os bandidinhos pra correr. Ele apareceu com um pedaço de pau na mão e ameaçou encher os aprendizes de malacos de pauladas.

Os dimenores se viram encurralados. Foi aí que E. disparou contra o casal. Foram três tiros, um acertou a perna de dona Cleusa, e o outro foi parar na barriga de seu Almoir. Quando se tocaram da cagada que tinham feito, os moleques fugiram em disparada.

A arma usada pra fazer a barbaridade foi jogada numa vala, pertinho da mercearia. O casal de comerciantes foi socorrido e levado pra hospitais da capital manezinha. Dona Cleuza já foi liberada, mas Almoir, que tava em estado mais grave, continua precisando de cuidados médicos.

No início da noite de ontem, o pessoal da depê ainda esperava uma decisão da dona justa pra saber em que jardim de infância os mini-matadores seriam enjaulados. É provável que eles caiam no centro de internamento provisório (CIP) peixeiro.

  •  

Deixe uma Resposta