• Postado por Tiago

Demorou 11 anos, mas a justiça finalmente conseguiu encerrar o processo que condena Lindomar José Sutil Andreon, 35 anos, por assassinato. Em 1998, o homem matou com dois golpes de faca José Volnir Figueira Beirão.

Lindomar foi preso em casa, no bairro Brejaru, por policiais civis de Palhoça. Lindomar contou pros policiais de Palhoça que agiu em legítima defesa e que ficou assustado com a pena de seis anos.

O caso rolou durante um churrasco de domingo na cidade de Bocaina do Sul. Em sua defesa, o malaco contou que tinha levado um soco no olho durante a festa e que tava atento porque sabia que aquele negócio ia acabar em confusão. Depois de muito goró nas ventas, o desafeto lhe apontou uma arma. Como tava sendo ameaçado, não restou outra alternativa a não ser pegar a faca que tava sobre a mesa e matar, sem dó nem piedade, José Volnir.

Como já tinha cumprido oito meses de jaula, o assassino achou que ia ficar só mais uns diazinhos preso e poderia voltar pra casa sossegado. O assassinato é a única coisa que emporcalha a ficha de Lindomar. O homem é casado, pai dum menino de três anos e tem – pelo menos tinha – emprego fixo. Hoje, o cabra vai tomar o camburão rumo à serra catarinense, onde vai cumprir a pena.

  •  

Deixe uma Resposta