• Postado por Tiago

Robson Josué Noronha puxou 17 anos e quatro meses de cana por homicídio duplamente qualificado e porte ilegal de arma. Em 27 de junho de 2007, Robson matou à sangue frio o professor Adair José Marcon dentro do ginásio de esportes Nagib Salum, de Biguaçu. O crime rolou na frente de pelo menos 150 pessoas, a maioria alunos da vítima.

O julgamento durou mais de nove horas e foi, após o massacrante período de muito trabalho pra acusação e defesa, que o júri popular qualificou o réu como culpado. Além da pena, Robson terá que desembolsar R$ 30 mil de indenização à família do profe e bancar todas as custas do julgamento.

Réu confesso, Robson disse que matou Adair por ciúmes da namorada Nair Flor, que na época era colega de trabalho do morto.

  •  

Deixe uma Resposta