• Postado por Tiago

Acabaram-se os dias de liberdade pra Patrick Pierre da Silva, 19 anos. O cara, conhecido como Baga, foi condenado pela dona justa por ter matado com um tiro no peito Gerson de Andrade Gomes, 19 anos, em Balneário Camboriú, no ano passado. Como era dimenor na época, ele chegou a ser mandado pro centro de Internamento Provisório (CIP) de Joinville, mas conseguiu siscapolir e desde então tava fugido. A família do cara fez de tudo pra atrapalhar o serviço da polícia e evitar que ele fosse em cana.

O crime rolou em março de 2008, em frente ao hotel Dinamarca, na esquina da rua Dinamarca com a avenida do Estado. Testemunhas disseram que Baga discutiu com Gerson, então sacou um berro e acertou um balaço no peito do coitado. O crime teria sido motivado por inveja e já tinha sido anunciado. Baga chegou a fazer ameaças a Gerson através do Orkut.

Meses depois da tragédia, ele foi condenado a ficar engaiolado no CIP da terra do príncipe, mas deu um jeito de ganhar as ruas dinovo. A dona justa ordenou que ele fosse gudunhado, e a tarefa ficou com a puliça Militar.

Na tarde de sábado, os milicos pintaram na rua Chile, bairro das Nações, onde vive a família de Baga, pra lascar-lhe o teje preso. Quando percebeu a presença dos meganhas, o traste pulou o muro dos fundos da casa e subiu no telhado de uma casa vizinha.

Quando os fardados conseguiram botar as mãos nele, sua família se enfiou na história e tentou atrapalhar pra que o assassino não ganhasse as pulseirinhas de aço. Depois de um belo baile, os meganhas finalmente botaram Baga na baratinha e o levaram pra depê do dimenor. Apesar de já ser maior de idade, ele deverá ser transferido pra algum dos xilindrós de aborrescentes da Santa & Bela nos próximos dias.

  •  

Deixe uma Resposta