• Postado por Tiago

O tribunal do júri condenou Anderson Lima de Almeida a 49 anos, 10 meses e 15 dias de prisão pelo assassinato de Jairo Marcelino e Marcos José da Silva e ainda ferir Guilherme Veloso Silvério, no dia 16 de fevereiro de 2008. Dois dias depois, o malaco meteu bala em Paulo Eduardo Fernando Silva. A pena deverá ser cumprida inicialmente em regime fechado, tendo sido negado ao réu o direito de recorrer em liberdade.

Os dois primeiros assassinatos rolaram na rua Cândido Pereira dos Anjos, no bairro Rio Vermelho, em Florianópolis. Jairo João Marcelino foi ferido por engano pelos disparos destinados a Guilherme Silvério. Para a acusação, os crimes foram por pouca coisa, já que o réu pretendia dominar o tráfico de drogas na região do Rio Vermelho, e praticado sem possibilidade da defesa para as vítimas, que foram atacadas de surpresa.

Outro acusado pelos assassinatos, Anderson Marques da Silva, teve a absolvição requerida pelo promotor Luiz Fernando Fernandes Pacheco por falta de provas.

O assassino matou Paulo Eduardo Fernando Silveira por vingança. A vítima tinha impedido o assassino de entrar no Bailão do Albino por estar armado. Anderson Lima de Almeida atacou Paulo Eduardo de surpresa, que foi assassinado sem possibilidade defesa.

Ficou preso

Vandereli Noara, 36 anos, acusado de ter matado a ex-mulher, Regina Aparecida da Mota, 35 anos, sábado à noite no sul da Ilha de Santa Catarina, se apresentou a polícia ontem pela manhã. O traste ficou detido na cela da 1ª depê da capital, pois os tiras descobriram que o malaco tava pedido pela justa, por tráfico de drogas.

A mulher foi assassinada a tiros dentro da loja de conveniência de um posto de gasosa onde trabalhava, na SC-405, no Campeche, defronte ao Posto da Polícia Rodoviária Estadual. Os colegas de trabalho contaram à polícia que ouviram os tiros, às 20h30. Eles chegaram a sair atrás do ex-marido, mas o traste deu o pinote e tomou rumo ignorado.

O assassino só voltou a dar as caras na manhã de ontem, quando se apresentou à delegacia. Vanderlei já vinha fazendo ameaças contra a coitada e chegou a ser detido há mais ou menos um mês.

A mulher registrou quatro boletins de ocorrência contra Vanderlei, que ganhou uma canetada da justiça determinando que ele não se aproximasse dela. Regina tinha três filhos e foi enterrada domingo no cemitério da Armação do Pântano do Sul.

  •  

Deixe uma Resposta