• Postado por Tiago

A noite de quarta-feira foi do jeitinho que o diabo gosta pros lados do bairro Rio Tavares, na capital manezinha. Um atirador sanguinário mandou 12 tirombaços pra cima de um desafeto. A maior parte das balas furou o rosto do cara, que andava metido com o tráfico de porcarias.

Era por volta das 22h quando dois coisas-ruins pintaram na rua Eliane Nilza de Abreu, empoleirados numa motoca sem placa. Os trastes, que tavam encapuzados pra tentar esconder a cara feia, arrombaram a porta da baia de Evandro Mauro de Abreu, 42 anos, e descarregaram uma pistola nove milímetros, que é de uso exclusivo das forças armadas, pra cima do coitado.

Pelo jeito, os matadores tavam com muita raiva ou queriam garantir que a vítima não levantasse nunca mais da chón. Ao todo, 12 azeitonas peneiraram Evandro, mas pelas contas da polícia, a arma foi disparada mais vezes.

A maioria dos balaços furaram a cachola do pobre, que não teve nem chances de se defender e passou dessa pra uma melhor na hora. Bizolhudos de plantão viram quando os dois assassinos subiram divolta na cabrita e simandaram, como se nada tivesse acontecido.

As investigações tão sob a responsa da equipe da delegacia de homicídios de Floripa. Os homisdalei disseram que as bizolhadas tão só começando, por isso não quiseram dar detalhes do que já descobriram. Ao que tudo indica, Evandro tava envolvido com o tráfico de drogas, e pode ter ido parar num paletó de madeira por causa da porcariada.

  •  

Deixe uma Resposta