• Postado por Tiago

O dia de hoje será de phodões nas águas do Chile, no Arica Chilean Challenge, a quinta etapa do circuito mundial de moribug, que rola na praia de El Gringo. Atleta de Balneário Camboriú, Luis Villar cai no mar chileno na última bateria desta quarta-feira, pra ralar contra o carioca Francirley Ferreira e os australianos Michael Novy e Dave Winchester, este último um dos melhores do circuito mundial.

Desclassificado já na estreia da última etapa, no Peru, Villar tá em nono lugar do ranking atual, que tem como líder o brasileiro Guilherme Tâmega, seis vezes campeão mundial. O catarinense briga pra levar os 2000 pontos que o campeão desta etapa fatura, além de 20 mil dólares em premiação.

A praia de El Gringo, em Arica, amanheceu ontem com ondas menores e a direção de prova resolveu adiar pra hoje as disputas do sexto round da etapa. Há uma semana treinando no pico chileno pra se adaptar às ondas, Villar diz estar feliz em fazer uma boa apresentação. “O grupo de brasileiros tá muito unido e isso tá me ajudando. Sempre penso em conseguir o melhor resultado pro Brasil”, fala o catarinense.

Como a formação das ondas deve subir bastante nos próximos dias, a organização da prova já realizou toda a programação pro restante do evento. Nesta quarta-feira, rolam as baterias da sexta fase, onde estreiam os 16 melhores do ranking. Pra amanhã, estão programadas as baterias das oitavas-de-final, que rolam com dois surfistas por bateria na água. Na sexta-feira será a vez das quartas-de-final, semi e da grande decisão, também no formato com dois duelos homem a homem.

  •  

Deixe uma Resposta