• Postado por Tiago

Os surfistas estrangeiros roubaram a cena ontem, no segundo dia do Maresia Surf International, na praia Mole, em Floripa. Nas ondas de meio metro de altura, os australianos comandaram o show e superaram os recordes do catarinense Diego Rosa. Adam Melling assumiu a vice-liderança do ranking WQS com uma estréia espetacular na abertura da segunda fase. A nota 9,17 recebida em sua melhor apresentação foi a maior de todas até agora no evento que vai até domingo. Ele ainda recebeu um 7,67 pra totalizar 16,84 pontos, com o também australiano Dion Atkinson atingindo 15,76. Os dois superaram os 15,50 feitos por Diego na terça.

Os gringos venceram metade das 18 baterias realizadas ontem, mas também teve brasileiro fazendo bonito na competição. Dois representantes da nova geração avançaram pra fase dos 48 melhores com vitórias. O paulista Miguel Pupo repetiu a ótima atuação da terça, mas a grande surpresa foi o paulista Gabriel Medina, de apenas 15 anos, que derrotou três surfistas muito mais experientes. Entre eles, o sul-africano Travis Logie, que saiu da elite mundial em 2008 e ocupa a nona posição na lista dos 15 que o WQS classifica pra competir entre os melhores do planeta. “Foi uma bateria muito difícil. Comecei com uma onda fraca, mas fui me recuperando no decorrer da bateria para passar em primeiro. Estou muito feliz”, vibrou Medina. “

O dia teve até dobradinha catarinense, com Felipe Ximenes e Willian Cardoso se classificando na mesma bateria. “A primeira bateria é sempre difícil. O Felipe Ximenes pegou uma onda melhor ali para vencer e bom que deu dobradinha catarinense na bateria”, festejou Willian.

  •  

Deixe uma Resposta