• Postado por Tiago

CONTRA-s---avai-x-joinville---robinho-foto-rubens-flores-07fev10-(3)

Robinho foi o destaque do Avaí. Em seu segundo jogo, comeu a bola e foi o grande articulador das jogadas do Leão

A noite de domingo foi de muitos gols lá pros lados do estádio da Ressacada, em Floripa. O Avaí não tomou conhecimento das bailarinas do Joinville e meteu 5 a 1 no líder do Catarinão. O resultado manteve o Leão invicto na competição, em segundo lugar, com chances reais de chegar à final do turno. Destaque no Avaí pra Robinho, que em seu segundo jogo comeu a bola e foi o grande articulador das jogadas avaianas.

Desfalcado de Sávio, que contraiu uma virose e foi vetado pelo departamento médico, o Avaí chamou o JEC pro pau. Como o time do uruguaio Sérgio Ramirez mais parecia que tinha comido uma baita feijoada antes do jogo, o Leão resolveu partir pro ataque. Com Robinho tomando iniciativa de arriscar os primeiros chutes a gol, o Avaí conseguiu abrir o placar aos 14 minutos, depois que Robinho foi derrubado na grande área. Na cobrança do pênalti, Davi marcou pro Leão.

Embalado, o time da casa viu que tinha espaço pra ampliar a vantagem e, aos 24, o estreante Patrick tabelou com Davi e chamou a responsa pra si. Sem dó, o lateral-esquerdo empurrou a bola pro fundo da rede e marcou o segundo do Avaí. Foi ainda no primeiro tempo que o Leão deixou o Joinvile bem pra trás. Aos 32, Uendel recebeu sozinho na área e deixou a bola de presente pra Leonardo marcar o terceiro.

Antes do final da primeira etapa, o Avaí ainda desperdiçou chances pra deixar as bailarinas de quatro.

Teve mais!

Os dois times voltaram sem alterações pra etapa final. Visivelmente desanimados pela surra, os jogadores do JEC tentaram segurar o ritmo do Leão. Mas foi impossível. O Avaí continuou na pressão e o Joinville tomou o quarto aos oito minutos. Robinho roubou a bola do zagueiro do time da Cidade das Flores e Leonardo, na cara do gol, teve a competência pra marcar o seu segundo no jogo.

A partir dos 15 minutos o Avaí segurou um pouco a onda e acabou dando espaço pro JEC tentar descontar. Aos 17 minutos, Ricardinho entrou na área, o goleiro Zé Carlos quase deixou entrar, mas a zaga azurra despachou a gorduchinha.

Aos 37, quando o jogo já se encaminhava pra enrolação, Roberto mandou a bola rasteirinha, sem chances para o goleiro Fabiano, fazendo o quinto do Leão.

Aos 49 minutos, sem ângulo, o lateral Eduardo, o melhor das bailarinas em campo, mandou uma bomba e fez o gol de honra do JEC.

?Estamos trabalhando forte e os resultados vão começar a acontecer. Tem que ter esse espírito. Não é todo jogo que vamos dar goleada e o que importa são os três pontos?, avaliou o atacante Leonardo.

  •  

Deixe uma Resposta