• Postado por Tiago

O bombeiro e solucionador das causas impossíveis do Avaí foi chamado. O vice-presidente Eduardo Gomes, empresário dos bons e que sabe negociar como ninguém, entrou na negociação e será com ele que o técnico Silas irá conversar pra fechar ou não o acordo pra 2010. “Sem dúvida alguma, a prioridade é que o Silas fique. Temos que começar o trabalho de 2010 com a confirmação do comandante. Vamos sentar na terça-feira à noite para mais uma rodada de negociação”, diz o vice.

Eduardo garante o técnico Silas tá analisando as propostas que tem recebido e tá avaliando o projeto do Avaí. “A renovação tá bem encaminhada e acho que vamos chegar a um consenso nesta conversa. Ele está avaliando propostas financeiras que são interessantes e o nosso projeto para o ano que vem. Isso é motivo de satisfação. Fizemos um bom trabalho, já que ele está sendo assediado”, conta.

O cartola avaiano acredita que, se Silas ficar, isso contribuirá para a permanência de boa parte do elenco no clube. “A proposta também para 2010 não só é a permanência de Silas e da comissão técnica. É também de 80% dos jogadores. Isso será uma base para o próximo ano. Com a permanência do técnico haverá a vontade dos jogadores também em permanecer”, pensa.

Sobre o assédio aos jogadores, Eduardo diz ser o resultado do desempenho do Avaí no Brasileirão. “Eu diria que o time como um todo está sendo assediado. Temos jogadores de destaque, como Marquinhos Santos, Léo Gago, Muruqui, enfim, outros que foram muito bem no campeonato e que estão sendo cogitados por outros times brasileiros e do exterior. Mas isso faz parte do futebol e o Avaí continua sendo uma boa opção de permanência para eles”, finaliza.

  •  

Deixe uma Resposta