• Postado por Tiago

Desde o dia 30 de dezembro faltou água nas torneiras do pessoal do bairro Meia Praia, em Itapema. O líquido precioso foi pras cucuias por causa do alto consumo e até ontem não tinha voltado a bombar em algumas casas daquela região.

Muita gente do bairro teve que sivirar nos 30 pra tomar banho e fazer comida nos primeiros dias do ano. Alguns apelaram pros parentes de bairros distantes pra poder tomar banho. Outros tiveram que acordar no meio da madrugada, quando um pouquinho de água chegava nas caixas d’água.

Mas teve gente que teve que aturar muito desaforo por causa do problema. Dona Dilma Sertez, 59 anos, alugou uma baia pra uma família gaúcha que soltou os cachorros na mulé e simandou antes do previsto. “Eles pagaram tudo, mas não tinham água. Foram embora porque não tinha como tomar banho”, lamenta.

Em nota oficial, a galera da companhia Águas de Itapema admitiu o problema. A assessoria de imprensa informou que o consumo foi grande demais nos últimos seis dias e as cinco estações de abastecimento, que estavam na carga máxima, não deram conta.

Os reservatórios produzem até 1,4 milhão de litros/hora, mas a turistada que aportou por lá fez o consumo aumentar rápido demais. Com isso, a pressão da água baixou e não abasteceu todas as moradias.

Ontem de manhã, quando os turistas pegaram a estrada e simandaram divolta pra casa, a situação se normalizou. Os reservatórios voltaram ao normal e aos poucos a city voltou a ser abastecida. Mas até ontem de manhã, algumas baiucas ainda estavam na secura e o pessoal acumulava roupa e louça suja, rezando pra que a água voltasse logo.

A assessoria de imprensa da companhia informa que a empresa se preparou pra temporada de verão, mas que a demanda de turistas consumindo água foi maior que o esperado. Afirmam que no último ano as estações de tratamento ampliaram a produção de água de 316 mil litros/hora pra mais de um milhão de litros/hora.

  •  

Deixe uma Resposta