• Postado por Tiago

PAGINA-8-BASE

Vereador tucano acha que a conta tá cara demais

Pelo jeito, a barnabezada da Maravilha do Atlântico não nega serviço. Todo mês, o gasto da prefa com horas-extras é em média 150 mil reales. A cada ano, são R$ 1,8 milhão pagos pra quem deu duro no serão. O vereador Fabrício de Oliveira (PSDB) diz ter recebido denúncias de que a conta tá alta demais e resolveu pedinchar ao prefeito Edson Periquito (PMDB) que mande um relatório de todas as horinhas a mais pagas neste ano e no ano passado, pra comparar os números da era homem-pássaro com os da época em que a tucanada tava no poder.
Hoje, a folha de pagamento da prefa do Balneário ultrapassa os R$ 4,5 milhões ao mês. A dinheirama é embolsada pelos mais de 3,7 mil barnabés, entre efetivos e contratados. Mas, mesmo com tantos funcionários, o pessoal não dá conta de terminar o trampo durante o expediente.

O secretário de Administração, João Batista Leal, diz que a esticadinha no horário é necessária. ?Isso é normal. Toda secretaria tem necessidade de liberar hora-extra. Tem trabalhos, como o de fiscalização, que acontecem nos finais de semana?, comentou. Os campeões do serão são as turminhas de Obras, Saúde e Educação.

João Batista acha que pagar o arreguinho aos barnabés, no final do mês, vale mais a pena do que contratar novos funcionários. ?Se não quisermos pagar, temos que contratar mais gente. Acaba sendo mais oneroso?, calcula.

O mandachuva comentou que, durante a temporada de verão, a quantidade de horas-extras vai ser ainda maior que no resto do ano, por conta das bizolhadas e da limpeza da praia. Mas garantiu que a intenção da prefa é diminuir os gastos. ?Essa é uma orientação dada nas reuniões de secretariado, todo mês. É pra liberar a hora-extra em caso de necessidade. Nossa tendência é baixar o máximo possível?, lascou.

Pulga atrás da orelha

Mas o vereador Fabrício não tá convencido dessa economia. ?Tenho informações extraoficiais de que os gastos da prefeitura com as horas-extras estariam muito altos?, diz. Ele protocolou na casa do povo um pedincho pra que o prefeito-ave diga quem é que tá faturando com o serão. ?Quero ver os dados do governo passado, em 2008, e os dados de agora, pra fazer um comparativo?, lascou Fabrício. O requerimento vai passar pela sessão da câmara de hoje à noite.

  •  

Deixe uma Resposta