• Postado por Tiago

A secretaria de saúde da Maravilha do Atlântico montou ontem uma tenda em frente ao posto de saúde central, na rua 1500, pra atender os casos suspeitos da gripe porca. Um médico e um enfermeiro tão de plantão pra dar uma bizolhada em quem pintar por lá com os sintomas da doença.

No primeiro dia de funcionamento, o movimento não foi grande e não rolaram filas. Mas o pessoal da vigilância epidemiológica acredita que a procura pode aumentar daqui pra frente.

A tenda foi armada porque o pessoal que trampa no hospital Santa Inês já tava de cabelo em pé com o grande número de pacientes que procuravam atendimento, com o nariz pingando e dores no corpo. A intenção é deixar o hospital reservado só pros casos mais graves.

A recomendação é que o pessoal que apresentar febre, tosse ou dor de garganta procure à tenda. O médico vai dar uma boa olhada no paciente e dizer se ele deve ou não correr pro Santa Inês. “O médico vai ver a necessidade de medicar, ou então encaminhar o paciente”, disse a enfermeira da vigilância epidemiológica do Balneário, Eliones Mazo.

O atendimento na triagem rola das 7h da matina às 19h. Depois desse horário, o jeito é procurar o plantão do hospital.

  •  

Deixe uma Resposta