• Postado por Tiago

A julgar pelo movimento dos busões de turismo em Balneário Camboriú, a galera que conta com a temporada pra encher o bolso de grana tem tudo pra ficar satisfeita. Só entre domingo e segunda-feira, nada menos que 115 ônibus cheinhos de visitantes pintaram na city. A previsão é de que um milhão e meio de pessoas apareçam pra curtir as praias da Maravilha do Atlântico até o final do verão.

Por enquanto, a maior parte dos turistas é brasileira. De todos os busos que chegaram nos últimos dois dias, 102 eram de várias regiões do país. Outros oito vieram da Argentina, três do Paraguai, um da Bolívia e um do Uruguai.

Todos os ônibus têm no roteiro uma parada obrigatória pelo posto de Informações Turísticas (PIT) da avenida do Estado. Ali, os motoras fazem um cadastro dizendo de onde vêm, quantas pessoas tão carregando e por quanto tempo elas vão ficar na cidade. O pessoal também tem que contar onde vai ficar hospedado.

A exigência é pra que os barnabés do PIT possam passar um esquema com as ruas em que o ônibus vai poder transitar. Se os passageiros vão ficar num hotel da avenida do Estado, por exemplo, o motora não tem autorização pra passear pela avenida Atlântica e a Brasil. Tudo pra evitar o trânsito engarrafado por conta das manobras dos monstrengos.

Pra facilitar a fiscalização, os busões que passam pelo PIT ganham um adesivo, onde são anotados o local da hospedagem e o tempo de permanência.

Carcada no lombo

Quem não tiver o tal selinho tá sujeito a uma multa, que vai depender do tamanho da cagada. Já os ônibus que insistirem em passear pela Maravilha do Atlântico fora da rota determinada podem ganhar um canetaço mirrado, de 85 pilas, dos guardinhas de trânsito.

A expectativa da secretaria de Turismo é que o número de busões aumente ainda mais nos próximos dias. A metade dos turistas esperados pra temporada deve passar o ano novo na city. “Esperamos entre 600 e 700 mil pessoas pro réveillon”, avisou o mandachuva da pasta, o vice-prefeito Cláudio Dalvesco (PSB).

  •  

Deixe uma Resposta