• Postado por Tiago

A Maravilha do Atlântico confirmou ontem mais uma morte que pode ter sido causada pela gripe porca. A vítima da vez foi um tiozinho de 51 anos, que ficou internado no hospital Santa Inês por 20 dias. Ele chegou a melhorar e foi transferido da unidade de terapia intensiva (UTI) pro quarto, mas seu estado de saúde complicou e o coitado não resistiu.

No domingo à tarde, a assessoria de imprensa da prefa informou que não tinha nenhum paciente internado na UTI nos hospitais do Balneário. Mas no final do dia, o tiozinho, que já tava melhorzinho desde quinta-feira, passou mal e precisou voltar pra lá às pressas. Durante a noite, ele acabou passando dessa pra uma melhor. A causa da morte foi uma pneumonia grave.

O caso tava sendo monitorado pela vigilância epidemiológica do Balneário. O homem foi medicado com o Tamiflu e teve seu material recolhido pra análise. Mas o resultado do exame que vai dizer se ele tava ou não contaminado pela porquinha ainda não saiu.

A mesma dúvida ainda paira sobre as outras quatro mortes registradas no Balneário com suspeita de terem sido causadas pela nova gripe. A primeira vítima foi um corretor de imóveis de Bombinhas, que morreu no dia três de agosto. Depois dele, a morte de um garotão de Camboriú, uma grávida de Itapema e uma moça que morava no bairro das Nações, no Balneário, também foram relacionadas à gripe porca. Nenhum dos casos foi confirmado até agora.

No momento, três pessoas tão internadas na Maravilha do Atlântico com suspeita de terem sido contaminadas pelo vírus porcalhão. A secretaria da saúde avisa que quem tiver sintomas de gripe, como febre alta, nariz pingando e dor no corpo, deve procurar a tenda de triagem montada junto ao posto de saúde central, na rua 1500. O horário de atendimento é das 7h à meia-noite.

  •  

Deixe uma Resposta