• Postado por Tiago

Balneário Camboriú venceu o triatlo masculino e por muito pouco não faturou também o troféu do feminino. Paulo Henrique Miyasiro liderou toda a prova masculina e venceu com o tempo de 56m45. Diogo Sclebin, de Itajaí, chegou logo atrás. Os outros atletas peixeiros ficaram na terceira, sétima e oitava posições. Balneário conseguiu a quarta, quinta e décima primeira colocações e faturou o caneco. Itajaí ficou em segundo e Blumenau em terceiro.

As meninas de Balneário fizeram a mesma pontuação de Floripa, mas, em caso de empate, vence a cidade que tiver o atleta mais bem colocado na prova. A manezinhas levantaram o caneco porque a atleta Fernanda Bau venceu a prova com o tempo de 1h08m14. As meninas de Balneário chegaram na segunda, quarta e sexta posições. Gisele Bertucci ficou em terceiro e Itajaí faturou o bronze na classificação geral.

Eu já sabia!

A turma do handebol da Univali que não jogou por Itajaí terminou sua participação nos Jasc fazendo o que já era esperado. As meninas, que disputaram os jogos usando as camisas de Rio do Sul, venceram Criciúma na disputa do terceiro lugar e ficaram com a medalha de bronze. Já os cuecas perderam a disputa do bronze pra Blumenau e ficaram na quarta posição.

Menos pior

O técnico da natação peixeira, Leandro Peixoto, disse durante as provas que Itajaí não chegou mais longe na modalidade porque não participou dos Jasc no ano passado. Pra quem não lembra, apesar da enchente, as provas da natação rolaram até o fim. O técnico explicou que, sem participar daquela disputa, a equipe deste ano não tinha índices pra disputar as etapas classificatórias junto com os mais phodões e isso prejudicou os nadadores, que ficam sem uma referência dentro d’água.

Sem comparação

Pra se ter uma ideia, Itajaí chegou quase duas piscinas na frente do segundo colocado na sua prova dos 4×100 livres, mas nem por isso fez um tempo pra chegar ao pódio. No ano que vem, se Itajaí disputar a natação em Brusque, tá com seu lugar garantido entre as cinco melhores do estado nas provas de classificação. Aí não tem desculpa.

Uma tristeza

O ponto negativo dos Jasc foi o tênis de campo. A disputa feminina teve apenas três equipes porque Joinville se inscreveu e não foi. Pior que isso eram as condições de jogo. Quadras cobertas cheias de goteiras e quadras externas bem capengas. Pra piorar, os jogos não tinham árbitros de cadeira, muito menos os fiscais de linha. A situação era tão precária que nem boleiros existia. Os atletas, além de jogar, tinham que ficar catando as bolas pela quadra. Nem parecia tênis.

  •  

Deixe uma Resposta