• Postado por Tiago

Uma balsa bateu numa das novas estacas do porto de Itajaí e atrasará em mais 20 dias as obras de reformas dos berços de atracação, destruídos na enchente de novembro de 2008. Com o acidente, que aconteceu há duas semanas, a conclusão da reforma do cais peixeiro vai ficar agora pro segundo semestre. Esse não é o primeiro atraso nos trabalhos que estão sob a responsa do consórcio TSCC, formado pelas empresas Triunfo, Serveng, Civilsan e Constremac. Em novembro do ano passado, o TSCC prometeu entregar os dois berços até final de abril.

José Ricardo Ruschel dos Santos, diretor do departamento de Estrutura Portuária (DEP), do governo federal, admite que o acidente provocou ainda mais atraso nos cronogramas de trabalho. “Vinte dias de atraso em uma obra como essa é muito tempo. Estamos dobrando o trabalho pra recuperar”, diz o bagrão.

A barbeiragem fez o trampo da peãzada do TSCC parar por 12 dias.Somente na quarta-feira o ritmo das obras voltou ao normal. “Colocamos cinco estacas na quarta-feira e agora projetamos colocar 12 por dia”, disse Ruschel.

A paralisação dos serviços teria acontecido porque, com as chuvas da semana passada, o nível do rio subiu. “E isso dificulotu a concretagem e o lançamento dos pré-moldados da estrutura”, siplica o bagrão da DEP, completando: “O rio ainda está alto, mas as correntes não influenciam no trabalho. As margens estão protegidas, não corremos mais riscos de novos acidentes”.

  •  

Deixe uma Resposta