• Postado por Tiago

O taxista João Vieira vai aproveitar a barbada pra trocar a Meriva, que só tem dois anos de uso

O banco do Brasil lançou linha especial de crédito para taxistas. Os R$ 200 milhões pra emprestar a juros mais baixo que cu de sapo vêm do fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), do ministério do Trabalho e Emprego, e vão servir pra financiar até 90% do carro de praça, incluindo o seguro. ?Essa notícia de vocês vai ajudar a divulgar o financiamento. Já vou botar um edital nos pontos avisando?, diz, animado, o motorista de praça Orli Antônio Pacheco, o Lico, 63 anos, presidente do sindicato dos taxistas de Itajaí.

O teto máximo pra pegar o papagaio é de R$ 60 mil. Dinheiro que para o presidente do sindicato é mais do que suficiente para renovar a frota da cidade, que tem em média três anos de idade. O Siena, da Fiat, e a Parati, da Volkswagen, são os preferidos dos motoristas de praça de Itajaí. Um Siena, que para os taxistas é vendido sem o imposto sobre produtos industrializados (IPI) e sem o imposto sobre circulação de mercadorias e serviços (ICMS), acaba custando entre R$ 29 mil e R$ 30 mil. ?A Parati teve agora uma promoção da Volks, e chegou a sair por R$ 25,5 mil?, lembra Lico.

Como pegar o financiamento

A grande sacada do chamado FAT Taxista são juros bem mais baixos do que os praticados no mercado e o prazo estendido de pagamento. O juros são de 4% ao ano mais a taxa de juros de longo prazo (TJLP), que agora em dezembro tá em 0,5000%. Por mês, isso daria hoje 0,84% de juros.

No prazo de 60 meses pra pagamento do financimento, tá incluída uma carência de três meses. Quer dizer, se o taxista comprar agora em janeiro um carango zero bala, só vai começar a pagar em abril.

Pelas regras definidas pelos engravatados do conselho do FAT, o empréstimo é limitado a um veículo por CPF. E continua valendo aquela história: quem comprar táxi com os arregos do governo, que são a isenção do IPI e do ICMS, terá que ficar com ele durante dois anos. Se abrir mão da isenção, pode vendê-lo seis meses depois.

O pedido de papagaio pra comprar táxi novo pode ser feito em qualquer agência do banco do Brasil. Claro, vai depender de uma análise e aprovação de crédito de quem tá solicitando o financiamento. Precisa comprovar que é taxista, levando o número de registro na prefeitura e uma declaração do sindicato.

260 famílias vivem do táxi em Itajaí

Hoje, rodam pelas ruas peixeiras 80 carros de praça. Pelo menos 260 famílias vivem da atividade em Itajaí. Além dos 80 taxistas que têm a concessão para trabalhar nos pontos, outros 180 motoristas trampam como auxiliares. São chamados, entre eles, de bacuraus.

No Brasil, pelos dados da federação Nacional de Condutores Autônomos de Veículos (Fecanvir), 900 mil pessoas trabalham como taxistas. A frota chega a aproximadamente 300 mil veículos.

  •  

Deixe uma Resposta