• Postado por Tiago

Depois de conquistar diversos prêmios estaduais e interestaduais, a Banda Filarmônica de Itajaí tem motivos para mais uma comemoração.  A partir deste ano, a banda torna-se “Orquestra de Metais e Percussão”, possível através do TAC – Termo de Ajuste de Conduta nº 618, acordado entre Prefeitura de Itajaí e Ministério Público.

Mesmo com a mudança de nome, manteve a contribuição mais importante deste projeto: a formação gratuita de crianças e jovens. Através da música, a galerinha aprende valores, enriquece a bagagem cultural e desenvolve o gosto pela arte.

A banda iniciou suas atividades em agosto de 1988, como Banda Marcial da Rede Municipal de Ensino.  Em 2003, o maestro Luis Alberto Martins de Freitas assumiu o comando, iniciando uma nova etapa com o lema “Educar através da música”.

Atualmente, a Banda Filarmônica e Orquestra de Metais e Percussão é referência pela sua qualidade expressiva de execução.   Destacam-se os prêmios conquistados em concursos de bandas estaduais e interestaduais, como o bicampeonato estadual, em agosto de 2008.  Representou Santa Catarina e o Brasil por três vezes, no Festival Internacional de Bandas e Fanfarras, na cidade de Melipilla, no Chile, sendo reconhecida como a melhor banda participante em 2007.

Todas estas realizações renderam à orquestra o reconhecimento da FCC – Fundação Catarinense de Cultura, no Projeto Bandas como modelo de gestão no Estado, resultando em uma cartilha inédita para área de bandas/orquestras, que será lançada também como modelo no Brasil.  Em breve a Banda Filarmônica e Orquestra de Metais e Percussão representará Santa Catarina no arquipélago de Açores em Portugal.

  •  

Deixe uma Resposta