• Postado por Tiago

A onda de assaltos a malotes em frente aos bancos da city peixeira fez mais uma vítima ontem, numa tarde com três assaltos na terrinha. A bola da vez foi o posto de gasosa Ângela, da avenida Sete de Setembro. Dois bandidos armados de revólver renderam um funcionário do posto na entrada no banco Real da rua XV de Novembro, por volta das 15h, fugindo com a grana de um dia de trabalho.

O homem foi atacado pelos bandidos assim que meteu o pé pra fora da caranga que dirigia. Os vadios apareceram numa motoca preta, e anunciaram o assalto. Eles mandaram o coitado entregar a grana e meteram a mão do acelerador.

A polícia suspeita que os bandidos tavam acompanhando o coitado desde que ele deixou o posto de gasosa. A direção do posto não informou o tamanho do prejuízo. Os policiais estiveram no local, mas chegaram tarde demais. Os milicos ainda procuraram os mequetrefes, mas a dupla tomou Doril.

Plantão de vendas

Pouco depois deste assalto ao malote do posto de gasosa, a bandidagem peixeira voltou a aprontar. A vítima seguinte foi o plantão de vendas do edifício Van Gogh, também na rua XV de Novembro. O pessoal da construtora tava dando duro para vender apartamentos de três suítes na planta, quando foi surpreendido pelos bandidos lá pelas 16h. Os trastes renderam os corretores e levaram toda a grana que tinha no local. Os vadios fugiram numa CG azul, sem placa, que não foi encontrada.

Quem também vai sentir um vazio no caixa este mês por conta dos assaltos são os donos da farmácia Otto, que fica na rua Reinaldo Schmithausen, nos Cordeiros, em Itajaí. O comércio foi vítima dos bandidos por volta das 14h.

Dois malacos maquinados entraram na farmácia e renderam a galera que tava trampando. Eles fizeram a limpa no caixa e pularam numa motoca que não foi mais vista. Os milicos deram umas bandas na região pra ver se achavam os vagabundos, mas não localizaram os trastes. A quantia levada não foi revelada.

  •  

Deixe uma Resposta