• Postado por Tiago

INTERA-POLÍCIA-PAGINA-SEIS-Photo-0887

Esse foi o quinto arombamento registrado na creche desde o começo do ano

A bandidagem peixeira não quer saber de dar uma folga para a escola infantil Luiz Gonzaga Agostinho, na Vila Operária, em Itajaí. Os mequetrefes invadiram a escolinha na madrugada de sábado e fugiram levando uma carrada de alimentos. Os safados cataram cerca de 144 litros de leite, 26 quilos de carne e pequenas quantidades de outros alimentos. Foi o quinto furto no ano.

A comida ia virar merenda para os aluninhos, que só não ficaram sem refeição porque a direção se agilizou em repor os estoques. A creche fica na Vila Operária, bem pertinho da prefeitura.

Os trastes arrombaram a porta e quebraram uma janela pra chegar à cozinha da escola. Apesar do alarme ter disparado, ninguém viu nada e muito menos chamou a polícia. No começo desse mês, ladrões surrupiaram duas televisões, três aparelhos de dvd, três aparelhos de som, dois micro-ondas, um estojo com 80 cds de músicas infantis e até a placa de bronze de inauguração da creche.

O furto só foi descoberto por volta das 11h da manhã de sábado, quando a diretora Itamara Cristina de Carvalho foi avisada pela empresa que faz segurança da creche que a bandidagem tinha invadido o local mais uma vez. A diretora saiu em disparada para a escolinha, mas só quando chegou foi que descobriu o tamanho do prejuízo.

A secretaria da Educação determinou à empresa de segurança que deixe um vigia direto na escola até que a porta e a janela sejam consertadas. O crime está sendo investigado pela polícia Civil e a suspeita é que a ação tenha sido feita por uma quadrilha especializada em arrombamentos. A diretora de escolas infantis da secretaria da Educação de Itajaí, Sueli da Costa, explica que a segurança das escolas está sendo discutida pelas otoridades peixeiras.

  •  

Deixe uma Resposta