• Postado por Tiago

O Centro de Formação e Aperfeiçoamento da Celesc, no bairro da Tapera, no sul da Ilha, foi assaltado sábado por volta 1h30. Cerca de meia hora depois, os milicos pegaram Rudson Vieira Mafra e Lucas Miranda Ramos já na parte continental de Floripa, correndo num Uno branco pela Via Expressa Sul. No Fiat, os homisdalei encontraram um dos uniformes dos seguranças. Os tiras desconfiam que eles estejam ligados com a quadrilha que roubava caixas eletrônicos no Oeste do estado.

Os gatunos conseguiram entrar na escola de madrugada e ir até o posto de seguranças. Armados, eles renderam os vigias noturnos e começaram a fazer a limpa. Segundo os guardas, eles carregaram todos os uniformes, radinhos de comunicação e ainda dois trezoitões carregados.

Depois do cirme, os assaltantes entraram num Fiat Uno branco, com placa de Chapecó, e pisaram fundo. Menos de meia hora depois, eles já tinham atravessado meia Ilha e chegado na parte continental da cidade. Eles tavam disparando pela BR-282, que liga as pontes de Floripa à BR-101, quando um carro da polícia mandou encostar.

A polícia já tinha recebido o plá do sul da Ilha, dizendo que os bandidos tinham fugido no Uno. Mandaram a dupla sair do carro e abriram o porta-malas. Batata: encontraram lá dentro um dos uniformes que foi levado da escola da Celesc.

Os dois foram levados pra depê e autuados por roubo. O resto do material ainda não foi encontrado. Por serem do oeste do estado e estarem atrás de mais armamento, os tiras ainda desconfiam que eles tenham participação na onda de roubo a caixas eletrônicos que rolou durante o mês de abril lá naquelas bandas.

  •  

Deixe uma Resposta