• Postado por Tiago

Uma empresa de contabilidade de Balneário Camboriú foi alvo da bandidagem ontem à tarde. Um traste entrou no escritório, armado, rendeu uma atendente, e obrigou a coitada a ficar fechada num quartinho, nos fundos, enquanto fazia a limpa. Ele fugiu levando dois notebooks e um celular, e não foi encontrado pela polícia.

O atraque rolou por volta das 15h. O assaltante entrou na contabilidade, que fica na rua 3550, já com um revólver em punho. O cara apontou o berro pra uma funcionária do escritório, de 25 anos, e lascou o mãos ao alto.

Pra completar a sessão de terror, o vadio ainda encostou a arma na cabeça da moça e mandou que ela entregasse todo o dinheiro que tivesse por ali. A guria disse que não tinha grana nenhuma, e então o assaltante a obrigou a entrar num quartinho, nos fundos, e ficar ali enquanto ele decidia o que levar.

O bandido carregou dois notebooks e o celular da atendente. Bizolhudos de plantão chegaram a ver ele siscapolir trepado numa motoca, mas não souberam dizer que direção o cara tomou. A polícia Militar foi chamada e fez buscas pra tentar achar o assaltante, mas ele tomou Dóril e sumiu.

Fingiu que ia dar umazinha pra assaltar motel

Um sem-noção resolveu meter um assalto no motel Libidus, em Balneário Camboriú, na madrugada de ontem, e sideu mal. A camareira que ele rendeu, usando uma faca, se assustou e armou um berreiro dos grandes. O cara acabou desistindo do atraque e deitou o cabelo diapé. Ele não foi encontrado pela polícia.

Era por volta de meia noite e meia quando um cara loiro, alto e magro entrou no motel, que fica às margens da BR-101, diapé, e pediu um quarto. Como tem doido pra tudo, ninguém estranhou a solidão do rapaz.

Alguns minutos depois, ele ligou pra portaria e pediu uma birita. Assim que a camareira pintou na porta, pra entregar a bebida, ele apontou uma faca pra coitada e lascou o mãos ao alto. O coisa ruim mandou a pobre ficar quietinha e ajudá-lo a juntar a grana do motel.

A mulé percebeu que o bandido era chinelão, e armou uma gritaria. Apavorado, o assaltante achou melhor rapar pé do motel. O traste saiu correndo, e não foi mais visto. O pessoal do Libidus chamou os milicos, que pintaram na área pra tentar encontrá-lo, mas não acharam nem rastro do cagão.

  •  

Deixe uma Resposta