• Postado por Tiago

INTERNA-POLÍCIA-PÁGINA-SETE-p---bandido-desastrado---paulo-1

Paulo tava sendo caçado desde o começo do ano, quando saiu de Chapecó

As trapalhadas de um bandido desastrado ajudaram pacas a polícia de Camboriú. Na manhã de sábado, Paulo Augusto da Rosa, 31 anos, foi preso durante a fuga, depois que conseguiu dar um tiro na própria motoca. O cara ficou com sem gasolina e foi alcançado pelos meganhas. O tanso é acusado de assaltar uma véinha, vendedora de Trimania, aquele título de capitalização.

Tava pertinho da hora do almoço do sabadão quando a L.I. da S., 62 anos, foi abordada pelo traste, na rua Monte Acaraí, no bairro Monte Alegre. A véia contou que Paulo apareceu de uma hora para outra, puxou a arma e arrancou a bolsa que ela carregava. Em seguida o traste correu em direção a uma motoca Twister 250, prata. Foi nesse momento que o desastrado fez besteira. Sem querer ele apertou o gatilho do trabuco e mandou um balaço no taque da moto.

Mesmo com o furo na lataria, embarcou no veículo e simandou em direção ao bairro Tabuleiro. Mas a fuga não durou muito tempo. Graças ao buraco feito no tanque da cabrita, o assaltante perdeu gasolina pelo caminho. Na rua Garuva, foi obrigado a abandonar a moto que parou por falta de combustível e seguir a correria a pé.

Nesse meio tempo, os milicos que já tavam na cola do suspeito apareceram pra meter as pulseiras de aço. Os policiais perceberam quando ele entrou numa casa da rua Cerejeira e deram o atraque. Na busca pessoal, encontraram com o ladrão uma pistola de calibre nove milímetros, pouco mais de mil reales em dindim e um dólar. Foram apreendidos ainda dois bilhetes da Trimania que tinham sido roubados da véinha.

Com o flagrante, Paulo foi levado pra ficar cara a cara com a vítima que o reconheceu. Pra piorar, os homisdalei descobriram que o sujeito deve pra justa de Chapecó, de onde está foragido desde o início do ano. Além disso, a moto que o malaco usava tinha sido furtada. Com tanta bronca, o cara foi mandado pra fazer uma reflexão sobre suas tramoias atrás das grades.

  •  

Deixe uma Resposta