• Postado por Tiago

Uma dupla de coisas-ruins meteu um assalto na loja de colchões Mannes, que fica junto do supermercado Big, em Balneário Camboriú. Os trastes se fizeram passar por clientes e chegaram a fazer um cadastro com nome e telefone antes de lascar o mãos ao alto. Eles fugiram levando 500 pilas e não foram encontrados pela puliça Militar.

O atraque rolou ao meio-dia, quando o mercadão, que fica na avenida Brasil, tava apinhado de gente. Dois mequetrefes morenos, magros, usando bermudas e camisetas, entraram na loja como quem não quer nada, e engambelaram a vendedora com uma boa lábia.

Eles fizeram a coitada acreditar que tavam interessados em comprar um colchão. Pra fazer um cadastro de orçamento, um deles disse se chamar João Francisco Neto, e chegou a passar um número de celular pra guria.

Enquanto ela anotava os dados, um dos malacos ergueu a camiseta e mostrou que tava com um trabuco preso na cinta. Os bandidos anunciaram o assalto e mandaram a mulé passar toda a grana que estivesse no caixa.

Apavorada, a coitada obedeceu as ordens e entregou pra dupla 500 reales. Os trastes ainda surrupiaram o celular da guria antes de deitarem o cabelo. Quando se viu livre dos assaltantes, a vendedora avisou aos milicos, que saíram à cata dos mulambentos. Eles bem que procuraram, mas não acharam nem sinal dos caras.

  •  

Deixe uma Resposta