• Postado por Tiago

A puliça Militar de Balneário Camboriú mandou pra trás das grades um dos assaltantes que deram um preju de R$ 23 mil na empresa Vit Solo, que presta serviço pros aeroportos. O cara era fugitivo da penitenciária de São Cristóvão do Sul e ganhou uma passagem só de ida pra jaula. Horas depois, um dos bandidos que assaltaram a loja Parafina também foi enjaulado pelos meganhas. Ele tava com uma renca de mercadorias da loja.

O primeiro a ir em cana foi Paulo Roberto Colucci, 26 anos. Na manhã de quinta-feira, ele e mais dois comparsas invadiram a empresa Vit Solo, que fica na esquina da rua 2500 com a avenida Atlântica, renderam cinco funcionários e fizeram a limpa em três cofres. Eles fugiram levando, ao todo, 23 mil reales.

Ontem de manhã, uma das vítimas reconheceu Paulo quando o cara caminhava pela Sexta avenida, e chamou os milicos. Os fardados encontraram o assaltante na esquina da rua Corupá. Depois de lhe darem o teje preso, os meganhas pintaram na baia do bandido, na rua Barra Velha, e acharam um celular que ele carregou durante o assalto.

Paulo foi levado pra depê, e os homisdalei descobriram que ele era fugitivo do cadeião de São Cristóvão do Sul. O cara ganhou o teje preso e foi guardado no presídio do Balneário. À tarde, foi a vez de José Jairo de Melo Junior, 26, cair nas garras dos puliças. Bizolhudos reconheceram o cara como um dos bandidos que assaltaram a loja Parafina, na avenida Atlântica, e levaram uma renca de mercadorias, na quinta-feira. Os milicos pintaram na rua Blumenau, bairro dos Municípios, e o guentaram.

  •  

Deixe uma Resposta