• Postado por Tiago

A polícia continua na cola de dois vagabundos armados que trancaram vendedores de Camboriú dentro de um banheiro. O crime rolou na relojoaria GW, que fica rua Monte Agulhas Negras, no bairro Monte Alegre, quinta-feira.

W.A.O., 40 anos, e um parceiro de trampo, tinham acabado de abrir o comércio quando rolou o ataque. Pelas 9h, dois malencarados com trabucos na mão invadiram o estabelecimento e meteram bronca. Ameaçaram matar as vítimas se elas não cooperassem e mandaram os dois entrarem num banheirinho nos fundos da loja.

Com os caras trancafiados, os bandidos ficaram livres, leves e soltos pra aprontar. A dupla de vadios roubou relógios, anéis e correntes de tudo quanto era valor e marca. Enfiaram a montoeira de bagulho nos bolsos e simandaram sabe-se lá pra onde. Ninguém viu como os putos fugiram.

Os dois homens trancados no banheiro tiveram que ter força pra sissoltar. Depois que notaram que os viados tinham fugido, os sujeitos meteram o pé na porta e conseguiram sair de dentro do banheiro.

As vítimas chamaram a polícia militar, mas já era tarde demais. Os meganhas ainda fizeram rondas, mas os mulambentos já tinham deitado o cabelo. Um deles tava de calça azul e usava um piercing na sobrancelha. Os homens não souberam informar o valor do preju.

Dupla cai por roubo

Em Itajaí, os milicos mandaram pra trás das grades Patrick Oswaldo Moreira, 20 anos, e Willian dos Santos de Oliveira, 18. A dupla foi presa na Praia Brava, em Itajaí, com uma moto furtada, mas também são suspeitos de meter outros dois assaltos na cidade. A prisão rolou à meia-noite de ontem, na avenida José Medeiros Vieira.

A moto, placa MAX 9752 (Camboriú), encontrada com a dupla, foi furtada no dia 13 deste mês. Os mequetrefes foram levados pra segunda depê junto com a motoca, onde confessaram que tinham catado a cabrita. Depois de conversar de pertinho com o dotô delegado, Patrick e Willian foram direto pro cadeião peixeiro.

Os policiais acreditam que os dois tenham envolvimento em outros assaltos que rolaram na cidade. Os tiras da polícia civil, dando uma bizoiada no histórico dos safados, descobriram que um deles também já tem passagem por roubo.

  •  

Deixe uma Resposta